Plataforma Brasileira
de política de drogas

A Plataforma Brasileira de Política de Drogas (PBPD) é uma rede para a atuação conjunta de organizações não governamentais, coletivos e especialistas de diversos campos de atuação que busca debater e promover políticas de drogas fundamentadas na garantia dos direitos humanos e na redução dos danos produzidos pelo uso problemático de drogas e pela violência associada à ilegalidade de sua circulação.

Objetivo da plataforma

A PBPD estimula políticas que garantam a autonomia e a cidadania das pessoas que usam drogas e o efetivo direito à saúde e ao tratamento em liberdade.

Tratando de um tema delicado, mas cuja discussão é extremamente pertinente e necessária, o objetivo do projeto era fugir do modelo visual comum aos veículos tradicionais que colocam as drogas em debate. Sabendo que o assunto ainda é um tabu, é importante que uma plataforma que trate sobre políticas de drogas seja amigável e confortável de ser acessado para que o fomento e acesso à informação sobre o assunto ocorra da forma mais natural possível. E assim a informação disponível na plataforma foi agrupada para o visitante ache com facilidade o tipo de conteúdo que procura: publicações e artigos, eventos, ou notícias.

sobre o redesenho da plataforma

Reconhecimento

O Conselho Consultivo PBPD é composto por pessoas com reconhecida atuação na área de política de drogas e de temas afins e tem o papel de auxiliar a Secretaria Executiva, individual ou coletivamente. Além disso, a Revista Plataformas será a primeira publicação brasileira dedicada à política de drogas, em suas mais diversas facetas e a partir de uma perspectiva multdisciplinar. Pautada pelos princípios do rigor científico e da relevância política, a Plataformas é uma iniciativa conjunta da Coordenação Científica da Plataforma Brasileira de Política de Drogas e do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap).

Design com clareza e objetividade

O projeto gráfico prezou por um partido gráfico que, além de seguir a identidade visual que já existe da PBPD, dirigisse o olhar para os conteúdos principais e mais importantes da plataforma. Um dos pontos principais foi o acesso à informação organizada cronologicamente, já que as notícias são uma acervo de resoluções e encontros relevantes que impactaram o modo como a política de drogas é feita no país.

Sabendo que um dos principais públicos que acessaria a plataforma em busca de informações seriam os canais de mídia e veículos de informação, foi destacada uma agenda de eventos relevante para quem gera e divulga conteúdo.

O projeto amigável e objetivo também facilita o acesso em diferentes formatos e devices, mas sem perder o apelo visual das imagens que dão destaque às notícias.