Atletas pelo brasil

II e III Relatório Cidades do Esporte

II relatório cidades do esporte

Criada em 2006, a Atletas pelo Brasil é uma organização de advocacy1, sem fins lucrativos, que acredita no esporte como fator de desenvolvimento humano e social. A iniciativa, inédita no mundo, reúne atletas e ex-atletas de diferentes gerações e modalidades pela melhoria da política esportiva nacional e pelo desenvolvimento de uma cultura esportiva no país. Desta forma, a organização trabalha para que os inúmeros benefícios da prática da atividade física e esportiva, já comprovados na formação de valores e em áreas como a saúde, educação, sejam parte da realidade de todos os cidadãos brasileiros. Tendo o esporte como a essência da sua atuação, a década esportiva brasileira representou para a Atletas pelo Brasil um cenário oportuno, que permitiu trazer para a reflexão da sociedade e do governo a necessidade da valorização do esporte e de um planejamento de longo prazo, que favoreça o fortalecimento de políticas públicas capazes de garantir o acesso ao esporte para toda a população.

O I Relatório Cidades do Esporte, lançado em 2014, trouxe um diagnóstico inicial do contexto do acesso ao esporte e à atividade física nas doze cidades participantes. Além de oferecer subsídios para o planejamento de ações de estímulo à prática esportiva, serve de linha base para o monitoramento periódico dos avanços destas políticas. Lançado em 2015, o II Relatório Cidades do Esporte passou a incorporar uma versão revisada dos indicadores, agregados em seis eixos temáticos, e iniciou o acompanhamento da situação do esporte e da atividade física nos municípios.

III relatório cidades do esporte

Esta terceira edição tem como objetivo fomentar o monitoramento dos indicadores nas cidades participantes, aprofundando a reflexão sobre a realidade do esporte no país, considerando seus diferentes contextos e perspectivas, além de  sustentar a relevância do esporte para todos na pauta do poder público, como um direito irrefutável do cidadão brasileiro. O documento pretende ainda oferecer subsídios concretos para o planejamento de ações pelos gestores públicos e privados, além de levar aos cidadãos informações relevantes sobre a qualidade de vida nos municípios onde vivem.